Aves e armas são apreendidas pela Polícia Ambiental, em Gurinhém

Quatro homens foram encaminhados para a delegacia suspeitos de caça e porte ilegal de arma.

A Polícia Ambiental apreendeu 17 aves e um tatu durante uma operação que aconteceu na manhã deste sábado (2), na cidade de Gurinhém, no Agreste da Paraíba. Também foram apreendidas duas armas, tipo soca-soca, e três carabinas de pressão. Quatro homens suspeitos de caça e porte ilegal de armas foram encaminhados para a delegacia da cidade.

Segundo o cabo Paiva, da Polícia Ambiental, três suspeitos foram presos no local do abate, onde foram encontrados três aves conhecidas como “mergulhões”, abatidas ilegalmente. O outro suspeito foi preso em casa após assumir que era dono do abatedouro.

Ainda segundo Paiva, portar carabina de pressão não é crime, mas usar a arma para a caça é ilegal. Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil, onde serão ouvidos.

Mostre mais
Fechar