Filho de João de Deus é preso em Goiás acusado de coagir testemunhas do caso do pai

Um dos filhos de João de Deus, Sandro Teixeira de Oliveira foi preso na manhã deste sábado (2), em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo apurou a TV Anhanguera, a Justiça recebeu denúncia do Ministério Público contra ele por coação no curso do processo e corrupção ativa e determinou a detenção. No mesmo processo, o médium, preso desde dezembro acusado de crimes sexuais, também responde pelo crime. João de Deus sempre negou as acusações.

O advogado de Sandro, Guilherme do Amaral Pereira, negou todas as acusações. Disse que o caso que motivou a prisão ocorreu em 2016, em Alto Paraíso de Goiás, região noroeste do estado, onde o filho do médium, segundo o defensor, jamais esteve.

“Ele nunca esteve em Alto Paraíso, a testemunha não reconhece ele. Ele estava em outro local no dia do fato e há como provar e a como provar, ele já demonstrou isso até mesmo ao MP, que fez vista grossa. É uma prisão arbitrária. Iremos tomar as medias judiciais possíveis para retirá-lo daqui. Temos uma denúncia totalmente sem materialidade”, disse.

Sandro foi preso em Anápolis — Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou que, além do mandado de prisão contra Sandro, a juíza Rosângela Rodrigues, da comarca de Abadiânia, também expediu uma nova ordem de prisão contra João de Deus, que está detido.

“João de Deus e o seu filho, que estava armado, foram até a cidade da vítima, no norte do estado, e ofereceram a uma das testemunhas que acompanhou a vítima pedras preciosas que valiam R$ 15 mil para que fosse retirado o registro”, contou o promotor.

O MP pediu as seguintes medidas cautelares para o Sandro: não sair de Anápolis, onde mora; não se aproximar das vítimas; e comparecer ao juiz mensalmente.

Porém, segundo a TV Anhanguera, a Justiça entendeu que a prisão de Sandro também era necessária.

Mostre mais
Fechar