Oito vereadores paraibanos são investigados por acumular cargos de forma ilícita

Oito vereadores paraibanos estão sendo investigados por acumular cargos de forma ilícita. Um deles é o vereador da cidade de Parari, Francisco de Assis Silva. De acordo com o documento publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (26), ele estaria acumulando os cargos de prestador de serviço na Secretaria de Educação do Estado, motorista da Prefeitura de São João do Cariri, além de exercer a função de vereador, na cidade situada no Cariri da Paraíba.

Ainda conforme o DOE, um procedimento administrativo já havia sido aberto anteriormente do qual o servidor recorreu apresentando as justificativas para a triplicidade nas funções, mas elas não foram aceitas por que o servidor não optou pelos vínculos legalmente permitidos.

Outro caso semelhante investigado pela comissão é o de José Janio de Sousa, vereador da cidade de Alcantil-PB. O DOE informa na edição de hoje (26) que ele exerce a função de técnico de enfermagem na secretária de Saúde do Estado, além de auxiliar de enfermagem na prefeitura local.

Cajazeiras
A vereadora Josefa Leal da Silva Santos também é citada no DOE por acúmulo ilegal de cargos. Segundo o documento, ela ocupa a função de professor de educação básica (inativo na PBPrev) e professor junto ao Instituto de Previdência e Assistência do Município.

Princesa Isabel
A Comissão também apura o acúmulo de funções do vereador de Princesa Isabel, José Alan de Sousa Moura. Além desse cargo, ele é médico lotado na secretária de saúde e médico de um Posto de Saúde da Família (PSF) no município de Tavares.

Itaporanga
Já o vereador da cidade de Itaporanga, João Pereira de Sousa, acumula – segundo o Diário Oficial – os cargos de motorista do Departamento de Estradas e Rodagens da Paraíba (DER-PB), motorista da prefeitura local.

Mamanguape
Crisanto Calvacante de Farias é alvo de processo administrativo por acumular os cargos de vereador da cidade de Mamanguape, cirurgião dentista e regente de ensino ambos junto à PBPrev (inativo), odontólogo na prefeitura de Rio Tinto, além de exercer a função de vereador em Mamanguape.

Caturité-PB
Também foi notificado o vereador da cidade de Caturité, Rildo de Sousa. O documento oficial do estado mostra que ele também acumula os cargos de professor na secretaria de educação do Estado e professor da Prefeitura de Boqueirão.

São José de Lagoa Tapada
O vereador de São José de Lagoa Tapada, Romero Celestino de Sá, é citado no DOE por acumular o cargo de prestador de serviço na Secretaria de Educação do Estado e professor do mesmo município.

Nos oito casos, os citados devem apresentar defesa no prazo de cinco dias consecutivos ou optar por um dos vínculos.

Com Portal T5

Mostre mais
Fechar