Presidente do TJPB ironiza recomendação do MEC sobre o hino nacional: “traumatizou”

Comentário foi feito após a recomendação polêmica do MEC para que escolas cantem e filmem o hino nacional.

Após a recomendação polêmica do Ministério da Educação às escolas para executar o hino nacional e filmar os alunos cantando, nesta terça-feira (26), muitas manifestações foram feitas nas redes sociais apoiando ou criticando a situação.

Na Paraíba não foi diferente e um dos que se posicionaram sobre a polêmica foi o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Marcio Murillo. Em publicação feita no instagram, ele se mostrou-se bastante orgulhoso por ter estudado em um colégio onde eram “obrigatórias” a execução do hino nacional e do hino da bandeira.

Em tom de ironia ele comentou que “não só o hino nacional, mas o da bandeira também era ‘obrigatório’.

“Traumatizou! Hoje sou ‘forçado’ a tirar fotos entre elas!”, disse o presidente do TJPB.

Mostre mais
Fechar