Ricardo Coutinho critica jornalistas paraibanos que publicaram Fake News e promete processar os responsáveis

Após repercutir na manhã desta terça-feira (19) na imprensa Paraibana a informação de uma operação do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), o Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) negou qualquer desdobramento da Operação Calvário.

Com a força das redes sociais, a informação titulada pelo Ministério Público Estadual como Fake News foi compartilhada rapidamente.

Em vários portais de notícias foi propagada uma matéria dando conta de uma suposta operação realizada na casa do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), bem como, do secretário de Planejamento do Estado, Waldson Souza, onde ambos seriam alvos de mandados de busca e apreensão em suas residências.

Durante o evento de lançamento do Programa Paraíba Rural Sustentável, do governo do Estado, o ex-governador Ricardo Coutinho falou sobre a fake news, e tachou os comunicadores que reproduziram a matéria falsa de “canalhas”.

Ricardo irá entrar com medidas judiciais e processar quem publicou a fake news.

Mostre mais
Fechar