CRISE OU CAMBALACHO? Construtora Hema não paga distrato com cliente a dois anos

 

Não é de hoje que a construção civil passa por dificuldades. Ela é um dos setores mais resistentes à mudanças, nos últimos 20 anos, o setor foi o que menos apresentou aumento de produtividade, ficando atrás da área industrial, serviços e outros setores da economia.

Nenhuma construtora está imune a crise, nem a gigante Construtora Hema, referência do estado. De acordo com sites e blogs da Paraíba, a empresa está passando um vexame público ao não pagar um distrato. Distrato é o ato de finalizar uma relação contratual. O processo acontece com a anulação do acordo contratual que foi definido entre as partes envolvidas. Nesse caso, um cliente insatisfeito queria o ressarcimento do valor já pago.

O procedimento considerado simples, prevê que a empresa teria o direito de retirar 20% do que já foi pago. Mas o que aconteceu é que passado dois anos, a empresa continua sem devolver o que é de direito.

Descartada a teoria que a crise estaria atrapalhando tanto assim a empresa, resta a teoria que a Hema estaria enganando o cliente.

Mostre mais
Fechar