QUEBROU O SILÊNCIO: Modelo que acusou Neymar de estupro relata detalhes e vídeo de briga com jogador vaza – CONFIRA VÍDEOS COMPLETOS

Najila Trindade, mulher que acusa Neymar de estupro, prestará depoimento à polícia amanhã, às 11h, em São Paulo, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher. O advogado da modelo já sabe como irá agir nos próximos dias. Ele vai basear a acusação no vídeo feito pela cliente no segundo encontro com o jogador em Paris – um trecho dele veio à tona na noite de ontem.

UOL Esporte detalha agora os próximos passos programados pela equipe dela. Danilo Garcia de Andrade, representante da modelo, prevê entregar a íntegra do material à Polícia Civil na próxima semana. Antes, a gravação será registrada em um cartório da capital paulista – o advogado tentou fazer isso ontem, mas não obteve sucesso.

“Provavelmente [a cliente] vai entregar o vídeo na outra semana, porque eu vou estudar a defesa, analisar o vídeo. Vou preparar a defesa dela com base no vídeo”, disse o advogado.

Íntegra de vídeo vazado tem 7min

O vídeo que viralizou tem pouco mais de um minuto de duração. A gravação completa do segundo encontro de Najila e Neymar, segundo Danilo, tem aproximadamente sete minutos.

O advogado não descarta, inclusive, viajar até Paris para tentar colher mais provas contra Neymar. De acordo com Garcia de Andrade, elas podem ser obtidas nas gravações do hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe, onde aconteceram os encontros.

A Polícia Civil de São Paulo estuda pedir cooperação da França para investigar a acusação de estupro contra Neymar. As diligências podem envolver, justamente, o acesso aos registros e circuitos de segurança do hotel.

Segundo encontro foi montado para produzir provas

O primeiro encontro de Neymar e Najila ocorreu em 15 de maio, dia em que o atleta teria cometido o estupro. Segundo a modelo, Neymar teve um comportamento distinto em relação ao das mensagens trocadas anteriormente. O advogado ouviu da cliente que o atacante falou pouco e foi violento assim que entrou no quarto.

“Ele falou que passaria para dar um beijo. Ela pediu dez minutos para tomar banho. Neymar chegou e ela estava de hobby. Quando ele entrou, parecia alterado. Pegou no braço de forma brusca e a jogou na cama”, explicou Garcia de Andrade.

O advogado diz Najila afirmou que a relação seria consensual, mas passou a não ser quando ela pediu para Neymar parar. Como não foi atendida, o caso virou estupro na avaliação de Garcia de Andrade.

“Ela afirma que houve o estupro a partir do momento em que ela não consentiu a relação pelo não-uso do preservativo. Ela levou mil euros dela (a Paris), não recebeu recompensa por serviço sexual. Era uma relação consentida de uma mulher livre”, ressaltou.

Ainda de acordo com o advogado, Najila tentou produzir provas no dia seguinte. Por isso, manteve a troca de mensagens com Neymar normalmente. “O segundo encontro, o que ela me disse, é que precisava de uma prova que aquele tapa era do Neymar. Então ela atraiu o Neymar novamente para o quarto e gravou aquela situação.”

Vazamento de fotos também é investigado

A exposição de fotos íntimas por parte de Neymar também será investigada pela polícia. O trabalho é concentrado na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro. Será lá que Neymar prestará depoimento amanhã.

Pablo Sartori, delegado titular do DRCI, considera a questão simples de ser resolvida pelo fato não apresentar grande complexidade e pelo jogador ser uma pessoa pública. Sua ideia é remeter o inquérito para o promotor que cuidará da matéria sem pedir prorrogação de tempo prevista em lei.

“Eu entendo que o Neymar e os advogados dele tenham traçado uma estratégia de se defender expondo tudo, mas não se pode cometer um crime para se safar de outro”, disse o advogado de Najila.

Na última segunda-feira (3), o pai de Neymar afirmou que não “tinha escolha e preferia um crime de internet a de estupro”. Para Danilo, a declaração é uma confissão. “Acredito que isso tenha de ser apurado. O pai dele mesmo reconhece que é um crime. A justiça precisa apurar”, ressaltou.

Mostre mais
Fechar