Mandante do assassinato do empresário Cláudio Arruda é condenado a 22 anos de prisão

Foi realizado na tarde desta segunda-feira(07), por volta das 14h, o júri do mandante do assassinato do empresário e corretor de imóveis Cláudio Cavalcanti de Arruda, Moisés Machado Cordeiro, popularmente conhecido como Moisés Bicicleta foi condenado a 22 anos de reclusão. Moisés Bicicleta encomendou a morte de Cláudio Arruda por motivo fútil.

Julgamento do dia 30 de agosto de 2019.

No último dia 30 de agosto o autor dos disparos que matou o empresário Igor de Mesquita Dalia foi julgado e condenado a 21 anos de prisão.

Cláudio Cavalcanti de Arruda foi assassinado covardemente no 25 de janeiro de 2016 por por volta das 13h no bairro do rangel em João Pessoa, o crime que tirou a vida de Cláudio Arruda chocou a população da Paraíba.

“Através de uma acusação pautada na verdade processual, o promotor de justiça Dr. Alexandre Varandas e seus assistentes de acusação Dr. Antônio Navarro e a Dra. Marbele, conseguiram com maestria demonstrar a verdade real dos fatos, trazendo robusta técnica formada pelas provas existentes, dando conta com detalhes de todo o enredo da trama que levou ao fim da vida de Claudio. Agradecemos a polícia civil (que investigou e prendeu os acusados), e a todos que colaboraram com a verdade para que hoje fosse feito justiça.Parabenizamos a atuação do conselho de sentença do 2° Tribunal do Júri Popular da Capital, que por unanimidade dos votos, condenaram os acusados.
Agradecemos a toda imprensa, pela cobertura desde o dia em que ocorreu o crime até os julgamentos realizados, e felizmente tivemos este desfecho. Justiça Feita!” Concluiu o advogado Fábio Cavalcanti de Arruda(irmão da vítima), que na ocasião atuou como assistente dos advogados de defesa.

Durante todo este tempo, a família e os amigos da vítima não sossegaram enquanto não fosse feito justiça e os assassinos punidos.

Mostre mais
Fechar