Após renúncia, Evo Morales se diz vítima de golpe e de prisão ilegal na Bolívia

O ex-presidente boliviano Evo Morales denunciou, em sua conta no twitter, a existência de uma ordem de prisão ilegal contra ele. Evo renunciou o mandato no domingo (10), depois de muita pressão de militares e policiais.

“Denuncio ao mundo e ao povo boliviano que um oficial da polícia anunciou publicamente que tem a instrução de executar uma ordem de prisão ilegal contra a minha pessoa”, tuitou ele, que anunciou também que “grupos violentos” atacaram sua casa.

Tendo governado a Bolívia por quase 14 anos, Evo Morales fez outra denúncia: “Os golpistas destroem o Estado de direito”. Evo ficou recluso no domingo na zona cocaleira de Chapare, seu berço político, para anunciar sua renúncia, após perder o apoio dos militares e da polícia.

Da redação

Mostre mais
Fechar