Para tirar do páreo, 2º colocado liga para 1º e diz que segunda etapa de concurso foi cancelada

Um homem foi condenado após tentar fraudar concurso para sargento técnico temporário do Exército Brasileiro. O caso ocorreu em Fortaleza (CE) há dois anos. Na ocasião, o acusado, que era o segundo colocado no certame, ligou para o primeiro como se fosse um militar da comissão do processo seletivo.

No telefonema à vítima, o autor dizia que a data do exame de aptidão física tinha sido transferida para outro dia. Em razão dessa informação falsa, o concorrente perdeu o exame físico e foi eliminado do certame.

Em 12 de novembro deste ano, o Superior Tribunal Militar (STM) confirmou a pena imposta ao réu, condenado na primeira instância da Justiça Militar da União (JMU) pelo crime de estelionato – artigo 251 do Código Penal Militar (CPM). O réu foi denunciado pelo Ministério Público Militar (MPM) e deverá cumprir pena de um ano de reclusão.

Da redação com Metrópoles

Mostre mais
Fechar