Confira histórias de brasileiros que venderam moto, TV e relógio para assistir à final da Libertadores em Lima

O nome lembra muito o do jogador português mais famoso do mundo, mas o time favorito dele é brasileiro e veste preto e vermelho. Cristiano Ricardo esperou por 31 anos para ver o flamengo jogar ao vivo e a oportunidade se viu única com a grande final da Copa Libertadores, realizada em Lima neste final de semana.

Natural de Recife, Cristiano, no entanto, teve que fazer um grande sacrifício: vender a TV de casa e viajar de ônibus por longos 16 dias – oito dias para ir e mais oito para voltar. Tendo que parar no Rio de Janeiro para embarcar no coletivo com destino à cidade da decisão, Cristiano ainda dormiu em um banco de praça para não perder o horário de saída.

Para conseguir o dinheiro das passagens para os quatro trechos, cerca de R$ 2,6 mil, Cristiano vendeu uma televisão e um rádio. Com isso, obteve cerca de R$ 2 mil. O restante veio de suas economias. O valor parece alto, mas, se comparado às tarifas aéreas, não é. O flamenguista cotou preços depois da mudança de sede da final — de Santiago para Lima. Ele gastaria R$ 2,4 mil só de ida.

Não daria para vir de avião. Quando o Flamengo garantiu a vaga na final, decidi vir. Era um sonho meu. Ninguém sabe quando isso vai acontecer de novo”, disse.

Em Lima, Cristiano terá de resolver outro problema: procurar ingresso a partir da véspera do jogo. “Uns amigos meus estão tentando fazer uma vaquinha para me ajudar. Se não conseguir, vejo num bar”, afirmou.

Já os planos de Victor e Daiane mudaram no meio do caminho. Com o objetivo de assistir ao jogo e ainda de quebra aproveitar uma pré-lua de mel, o casal teve que descer no meio do caminho. Com dinheiro insuficiente para os dois planos, eles optaram pela lua de mel em Cusco, cidade próxima à Lima.

“O plano agora é curtir Cusco e estaremos no Peru quando a final acontecer. Vamos festejar e depois voltamos para casa na segunda com o mesmo ônibus que está nos levando”, disse Daiane.

Da redação com informações do UOL e do ESPN

Mostre mais
Fechar