Judiciário paraibano e UFPB paralisam atividades nesta terça-feira

Cerca dois mil servidores do Judiciário Estadual paralisaram as atividades nesta terça-feira (26) após o não cumprimento da lei que assegura o pagamento da reposição salarial. A decisão foi tomada durante assembleia realizada no dia 18 de novembro. Segundo o Sindicato dos Técnicos e Analistas do Judiciário (Sintaj-PB) , os servidores estão sem reajuste salarial há 3 anos data-base. Há paralisações marcadas para os próximos dias  4, 12 e 16 de dezembro.

Os técnico-administrativos da Universidade Federal da Paraíba também paralisou as atividades nesta terça como manifestação à reforma administrativa anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro. A adesão à paralisação nacional foi aprovada em Assembleia Geral realizada na última quinta-feira (21). A greve de 48h foi convocada pela direção nacional da Federação dos Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra).

Mostre mais
Fechar