Orçado em R$ 1,5 milhão, Caranga Fest começa hoje em Bayeux, mas enfrenta oposição

Com previsão de início nesta sexta-feira (13), a edição 2019 do Caranga Fest, em Bayeux, já enfrenta dois pedidos de suspensão. Os pedidos de suspensão da festa foram apresentados pela ex-vereadora Nadja Palitot, e pelo vereador Jefferson Kita, presidente da Câmara Municipal.

Eles alegam que a Prefeitura, que está gastando R$ 1,5 milhão com a festa, enfrenta atualmente muitos problemas, onde faltam remédios nos postos, merenda nas escolas e servidores com salários atrasados.

Em um vídeo publicado no Instagran, gravado ainda no Fórum de Bayeux, Nadia Palitot, que tem intensão de disputar a Prefeitura de Bayeux nas eleições do próximo ano, disse que deu entrada com uma representação para suspensão do Caranga Fest.

“Nós sabemos que em Bayeux está faltando tudo. Não tem saneamento básico, a questão do lixo é a pior possível, com precariedade na educação, falta de iluminação pública na cidade. Falta tudo na cidade. Então, é incompreensível que uma Prefeitura que há poucos dias pediu uma complementação orçamentária, de mais de R$ 50 milhões, queira gastar mais de R$ 1 milhão numa festa quando falta tudo para o cidadão e a cidadã baienense”, diz Nadja no Vídeo.

Já o presidente da Câmara, Jefferson Kita, enviou um documento ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) pedindo que o órgão faça consulta sobre a realização do evento.

Mostre mais
Fechar