“O importante é o que virá”, diz Vanderlei Luxemburgo ao evitar rivalizar com Flamengo

O Palmeiras apresentou Vanderlei Luxemburgo nesta sexta-feira. Contratado para substituir Mano Menezes após a frustrante negociação com o argentino Jorge Sampaoli, o treinador recebeu das mãos do presidente Maurício Galiotte uma camisa 5, em referência à quinta passagem pelo clube.

– É um prazer muito grande estar de volta a São Paulo e ao Palmeiras, onde tenho uma história, conquistas importantes, mas essas conquistas foram importantes para estar na história do clube, no meu currículo, mas o mais importante é o que virá pela frente – disse o treinador, que conquistou quatro títulos paulistas (1993, 1994, 1996 e 2008), dois brasileiros (1993 e 1994) e o Rio-São Paulo de 1993.

– Nossa proposta é o que vamos fazer daqui para frente, com novas conquistas. Esse é o objetivo principal. Passado é passado, presente é presente, e futuro é futuro. Vamos começar o trabalho com os jogadores no dia 6, em busca de mais importantes conquistas.

Luxemburgo passou a entrevista coletiva evitando declarações polêmicas. Sempre sorridente, o técnico não quis falar sobre o planejamento para contratações e saídas de jogadores. Escorregou até para falar sobre uma possível disputa com o Flamengo por títulos, mas não fugiu quando foi perguntado sobre o futebol moderno.

– Analisando os esquemas táticos de hoje, a intensidade, o dinamismo do jogo teve uma mudança muito grande, pois teve um avanço na modernidade. O que está aqui atrás (na Academia) é o que oferece isso. A maior revolução tática no mundo foi feita em 1970, por um brasileiro. Jogávamos com três zagueiros sem ter três zagueiros. Jogávamos com dois volantes que nunca foram marcadores.

Mostre mais
Fechar