Em nota, TCE nega comprometimento de auditorias: “cada etapa tem sua autonomia”

O Sindicato dos Profissionais de Auditoria do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (Sindcontas) emitiu nesta segunda-feira (7) uma nota na qual nega que as atividades de auditoria do TCE tenham sido comprometidas e “que auditoria e órgão de julgamento são etapas diferentes e cada uma tem sua autonomia”.

“O Ministério Público de Contas, por meio dos seus membros, emite parecer sobre a matéria posta a partir de elementos trazidos pela instrução dos profissionais de Auditoria e outras perspectivas inerentes ao Parquet, enquanto Fiscal da Lei, diz o documento.

No texto, os auditores deixam claro que “os conselheiros têm livre arbítrio para se alinhar ou não às manifestações da Auditoria e do Ministério Público de Contas”.

Sobre o trecho que cita parentes de membros do TCE – a esposa do presidente Arnóbio Viana foi citada como recebedora de propina para repassar aos auditores; ele emitiu nota -, o sindicato ressalta que vê está conduta com preocupação, e chega a citar a divulgação por parte da imprensa sobre o tema.

“É preciso ter responsabilidade e cautela na missão de informar, sob pena de manchar a trajetória de profissionais que cumprem o seu devido papel”, diz trecho da nota.

Mostre mais
Fechar