MP identifica empreendimento no valor de R$ 25 milhões para ocultar bens de Orcrim

O Ministério Público da Paraíba identificou um empreendimento no valor de R$ 25 milhões que estaria sendo usado pelo ex-governador Ricardo Coutinho para ocultar bens e recursos desviados do governo pela organização criminosa desbaratada pela operação Calvário.

É o que mostra o último pedido de prisão de Ricardo que o MP encaminhou à Justiça pedindo não somente a prisão do socialista e de todos os acusados, mas também o sequestro dos bens.

De acordo com o relatório, durante busca e apreensão no escritório de Coutinho, o MP encontrou uma planilha com escritos de um empreendimento orçamentário. Segundo as investigações, o empreendimento avaliado em R$ 25 milhões seria, supostamente, utilizado para ocultar bens e branquear valores ilícitos da organização criminosa.

“No escritório do denunciado Ricardo Vieira Coutinho (Bairro dos Estados) foi apreendida uma planilha orçamentária de um empreendimento imobiliário avaliado em R$ 25 milhões, que, pelos escritos, pode ser mais um estratagema para ocultação e branqueamento dos valores ilícitos pela joint venture criminosa, até porque iriam lançar mão da Cobre (uma das empresas mapeadas na cautelar)”, diz documento.

Mostre mais
Fechar