‘ACEITAMOS XERECARD’: Suposto carro por aplicativo é flagrado com adesivo que sugere sexo como forma de pagamento

Um carro que supostamente trabalha com aplicativos de transporte particular em Fortaleza foi flagrado, no último domingo (14), com um adesivo que contém a frase “aceitamos xerecard”, em referência a uma música de funk que sugere sexo como pagamento de serviços. A foto foi registrada por um servidor público do município, que se revoltou com a situação.

“Desde ontem [domingo] que vejo diversos carros de aplicativo com um adesivo escrito ‘aceitamos xerecard’. Achei extremamente ridículo. Me deu vontade de anotar a placa do carro, mas infelizmente eu estava de moto e não dava. Hoje, mais uma vez vi outro uber com esse adesivo. Para má sorte do motorista, eu estava de carro”, reclamou Eduardo Mesquita, servidor público de Fortaleza.

“A letra da música fala que você tem um serviço de qualquer coisa e a troca é o sexo. Acho normal você colocar isso em qualquer carro. Menos num carro de aplicativo que oferece um serviço. Minha esposa pega. Acho isso agressivo, invasivo e desrespeitoso. Vou ter que atravessar a cidade pra ir buscá-la porque nesses carros ela não anda mais. Depois dessa não”, complementou Eduardo.

O presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativo do Ceará (AMAP-CE), Rafael Keylon, informou que a placa do carro está registrada em Fortaleza como motorista da Uber. Bem como o carro em questão tem o adesivo de dois aplicativos de transporte, sugerindo que ele trabalha para ambos.

Porém, a Uber informou que o veículo não está ativo na plataforma e, portanto, não tem qualquer relação com o aplicativo.

A 99, outra empresa sinalizada em um dos adesivos, informou que está apurando o caso. Contudo, a companhia reforçou que repudia esta atitude e não tolera comportamentos como esse.

Sobre o adesivo com a logomarca dos aplicativos, a reportagem apurou, com um motorista de aplicativo que não vai ser identificado, que a etiqueta pode ser comprada com vendedores pela cidade, por qualquer pessoa interessada, sem nenhuma comprovação que trabalha no setor.

A AMAP-CE emitiu uma nota em que repudia atos que infringem a honra de motoristas e usuários. “Salientamos aos órgãos públicos e aos meios de comunicação que todos os motoristas de aplicativos em Fortaleza são regidos pela lei 10751/2018”, comenta a nota.

“Atos que infringem a devida lei devem ser repudiados de forma sucinta em busca de uma melhor qualidade em nossos serviços e para todos os nossos associados”, finaliza a associação.

Mostre mais
Fechar