Apple ultrapassa Saudi Aramco e volta a ser empresa mais valiosa do mundo

A Apple voltou a ser a empresa de capital aberto mais valiosa do mundo, com US$ 1,8 trilhão (R$ 9,4 trilhões) em valor de mercado. Com a disparada de 10,5% de suas ações nesta sexta-feira (31), que valem US$ 425 (R$ 2.216) cada, a empresa superou a petroleira Saudi Aramco, que vale US$ 1,76 trilhão (R$ 9,18 trilhões).

Investidores estão otimistas com a companhia após fortes resultados nos segundo trimestre deste ano, período marcado pela pandemia de coronavírus. O lucro de US$ 11,25 bilhões (R$ 58 bilhões), aumento de 12% em relação ao mesmo período de 2019, superou as expectativas do mercado.

A receita da Apple cresceu 11% de abril a junho, para US$ 59,7 bilhões (R$ 308 bilhões), com alta nas vendas de todos os produtos da companhia.

As vendas de iPhone somaram US$ 26,42 bilhões (R$ 136,32 bilhões) no período, US$ 4 bilhões (R$ R$ 20,6 bilhões) acima das expectativas do mercado.

A receita de serviço, que inclui iCloud, App Store e Apple Music, subiu 14,8%, para US$ 13,2 bilhões (R$ 68 bilhões). Os usuários saltaram para 550 milhões, de 515 milhões no primeiro trimestre.

Segundo Tim Cook, presidente da Apple, após o fechamento de lojas em abril, as vendas começaram a aumentar em maio e junho, impulsionadas pelo que ele chamou de um lançamento “forte” do iPhone SE, de US$ 399 (R$ 2.059), nos EUA, em abril. O modelo é o mais barato dentre os lançados recentemente.

Acho que o estímulo econômico que estava ocorrendo, e não estou apenas focado nos EUA, mas de maneira mais ampla, foi uma ajuda”, diz Cook.

O governo americano injetou trilhões de dólares na economia para frear os efeitos econômicos da pandemia de coronavírus. No segundo trimestre o PIB (Produto Interno Bruto) do país recuou 32,9%, recorde histórico.

Dentre os pacotes emergenciais, está um auxílio de US$ 1.200 para quem ganha até US$ 75 mil por ano. Pessoas com salário entre US$ 75 mil e US$ 99 mil por ano têm descontado US$ 5 do valor integral do benefício a cada US$ 100 acima do teto.

A Apple não divulgou estimativas para o terceiro trimestre.

Mostre mais
Fechar