Ator Cecil Thiré morre aos 77 anos, após enfrentar mal de Parkinson

O ator e diretor Cecil Thiré morreu hoje aos 77 anos, de causas naturais enquanto dormia em sua casa em Humaitá, no Rio de Janeiro. As informações foram confirmadas por filhos do ator.

O artista, filho da atriz Tônia Carrero e do artista plástico Carlos Arthur Thiré, enfrentava o mal de Parkinson havia anos e estava com a saúde debilitada.

“Ele merecia ter o velório mais lindo do mundo, cercado de gente que ele ama, que o amou a vida toda. Papai foi um guerreiro. Lutou pela democracia, pela arte, lutou pelo teatro. Teve quatro filhos, sete netos e foi um guerreiro até o último minuto. Se existe um céu, ele e minha avó estão juntos agora”, disse a filha do ator Luisa Thiré, em vídeo divulgado.

O ator estreou em telenovelas em 1967, em “Angústia de Amar (TV Tupi) e desde então atuou em folhetins na TV Globo, na Rede Manchete e na Record TV.

Ele é lembrado por papéis como Mário Liberato, de “Roda de Fogo” (1967), e Adalberto, de “A Próxima Vítima”. Seu último trabalho na televisão foi na novela “Máscaras” (Record TV), como Eduardo Sotero.

Cecil deixa os filhos Miguel Thiré, Carlos Thiré e Luísa Thiré, do casamento com Norma Pesce, e João Cavalcanti Thiré, do segundo casamento, com Carolina Cavalcanti.

Mostre mais
Fechar