Bolsonaro acusa Globo de receber R$ 1,75 bi após delação de doleiro sobre repasses à família Marinho

Após divulgação pela revista Veja da delação em que Dario Messer, o “doleiro dos doleiros”, teria dito que fez repasses mensais entre 50 mil e 300 mil dólares à família Marinho desde os anos 90, Jair Bolsonaro foi às redes e fez contas, acusando o clã que comanda a emissora de ter recebido, segundo ele, 324 milhões de dólares ou R$ 1,75 bilhão.

“30 anos = 360 meses
3 X por mês = 1080 vezes
1080 x U$ 300 mil
U$ 324.000.000,00
U$ 1,00 = R$ 5,42
R$ 1,75 bilhão…
é o valor que pode ter sido repassado, em dinheiro vivo à família Marinho da Globo, segundo o doleiro Dario Messer”, tuitou Bolsonaro, compartilhando imagem de reportagem do portal R7, da Rede Record, que pertence ao aliado Edir Macedo.

A publicação, às 22h17 desta sexta-feira (14), incitou bolsonaristas nas redes sociais, que levantaram a tag #RachadinhaDaGlobo.

Parlamentares como as deputadas federal Bia Kicis (PSL-DF) e Carla Zambelli (PSL-SP) fizeram questão de tuitar durante a madrugada deste sábado (15) para alavancar a tag, que chegou ao topo dos assuntos mais comentados da rede.

“Só pra avisar que #RachadinhaDaGlobo já está aparecendo nos TTs. Parem de postar, por favor!”, tuitou a deputada Major Fabiana (PSL-RJ), iniciando uma troca irônica com Carla Zambelli. “Qual, Major? A #RachadinhaDaGlobo?”, tuitou a bolsonarista de São Paulo.

“Estou achando um absurdo esse pessoal falar em #RachadinhaDaGlobo . Nem sabe sexé isso mesmo, #RachadinhaDaGlobo ou se não é #RachadinhaDaGlobo”, tuitou Bia Kicis

Veja mais repercussões nas redes

Mostre mais
Fechar