CASO FLÁVIA GODINHO: Justiça aceita denúncia contra casal suspeito de matar jovem grávida

A Vara Criminal de Tijucas, na Grande Florianópolis, aceitou na noite desta sexta-feira (4) a denúncia contra o casal acusado no caso da morte de uma grávida em Canelinha, na mesma região. O corpo foi encontrado em uma cerâmica abandonada e a bebê foi retirada do ventre dela com um estilete.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que fez a denúncia, afirmou que a situação da criança é acompanhada pela 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Tijucas. Como se trata de uma menor de idade, o órgão não passou detalhes sobre o estado de saúde da menina.

A defesa do homem acusado informou na noite desta sexta que não havia sido notificada até às 19h30. O G1 não conseguiu contato com o advogado da mulher.

Em relação à grávida, o MPSC denunciou o casal por homicídio qualificado por motivo torpe e fútil, com meio cruel, dificultando a defesa da vítima, para assegurar a execução de outro crime, durante a gestação da vítima. Em relação à bebê, o Ministério Público afirmou que houve tentativa de homicídio qualificado sem chance de defesa para a vítima. Além disso, foram denunciados por subtração de um menor, dizerem que a bebê era filha deles e ocultação do cadáver da grávida. A mulher ainda foi denunciada por fraude processual.

Mostre mais
Fechar