CNMP: Julgamento de Dallagnol pode ser adiado por pedido de vista

O julgamento do procurador Deltan Dallagnol, da Lava Jato, no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), marcado para o dia 18, pode ser adiado por pedido de vista de um dos integrantes do colegiado, que é formado também por colegas do procurador na carreira.

VAMOS DAR UM TEMPO

A iniciativa não deve impedir que o conselho sinalize com a possibilidade de ele ser removido da força-tarefa do Paraná: os conselheiros contrários a Dallagnol devem antecipar o voto, mesmo com o pedido de adiamento.

OUTRO LADO

A tendência é que 6 dos 11 integrantes votem para que ele seja deslocado para outras funções.

SINAL

Mesmo que o resultado, por causa do pedido de vista, não seja proclamado, pode ficar configurada uma situação política desfavorável para o procurador.

SINAL 2

A sinalização deve reforçar a estratégia do procurador-geral da República, Augusto Aras, de esvaziar a liderança de Dallagnol. Ele estuda dividir a força-tarefa em quatro, para que o procurador perca o protagonismo.

PRAZO

A decisão será tomada em setembro, quando vence o prazo para que Aras prorrogue a Lava Jato.

Mostre mais
Fechar