COMPROU COM AUXÍLIO EMERGENCIAL: Motoboy desabafa após ter moto apreendida pela polícia e governador se oferece para pagar multas

Vídeo gravado pelo motoboy viralizou nas redes sociais. Nas imagens, ele aparece chorando e mostrando a moto sendo levada por guincho

Um vídeo, gravado por um motoboy em Rio Branco no final de semana, causou comoção e viralizou nas redes sociais. Nas imagens, ele aparece chorando e desesperado ao ter a motocicleta apreendida por policiais do Batalhão de Trânsito na noite de sábado (27) próximo à ponte metálica.

No vídeo, ele relata que teria comprado a moto com o dinheiro que recebeu do Auxílio Emergencial do governo federal e que usa o veículo para garantir o sustento da família.

Chorando, o homem afirma que os documentos da motocicleta estão pagos, mas que têm multas que somadas chegam a R$ 300, mas que ele ainda não teve condições de fazer o pagamento.

Em nota, a Polícia Militar informou a equipe estava no local fazendo fiscalização do cumprimento dos decretos estaduais que estabelecem a limitação de serviços e circulação de pessoas durante os finais de semana e à noite nas ruas da capital e do interior quando policiais do Batalhão de Trânsito fizeram a abordagem ao entregador.

Conforme a polícia, o veículo do homem estava sem licenciamento, ou seja, em desacordo com o estabelecido no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Além disso, a motocicleta não estava no nome do condutor, o que teria agravado ainda mais a situação.

“Como agentes da Lei, não temos o livre arbítrio de avaliar situações de acordo com suas peculiaridades, pois corremos o risco de respondermos pelo crime de prevaricação. Então, a guarnição realizou as medidas administrativas e aplicação das penalidades previstas na lei de trânsito”, pontuou a PM na nota.

Sensibilizado com a situação, o governador Gladson Cameli se comprometeu em fazer o pagamento por conta própria do valor das multas para que o motoboy consiga reaver o veículo. “O Detran está cumprindo os trâmites administrativos necessários para, em seguida, ser realizado o pagamento (conforme garantiu o governador) e posterior liberação do veículo”, disse a porta-voz do governo, Mirla Miranda.

Moto levada para o Detran

O Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC) informou que o veículo, assim como outros apreendidos no final de semana, chegou ao pátio do órgão nesta segunda-feira (29).

Segundo o órgão, não vai ser possível o proprietário solicitar a retirada do veículo nesta segunda porque o pátio está com as atividades suspensas depois que alguns servidores testaram positivo para a Covid-19. O local vai ficar fechado até o dia 2 de abril.

A informação de que o veículo está sem licenciamento por conta de multas foi confirmada pelo Detran. São duas multas com valor aproximado de R$ 300, sendo uma do ano de 2017 e outra de 2018. As multas venceram no ano de 2018 e não houve pagamento.

‘Revoltante’

Nas imagens, o entregador relata que saiu de casa às 11h para trabalhar e que estava sendo abordado por volta de 23h. Revoltado, ele diz que sequer tem como voltar para casa, que fica longe do local onde teve o veículo apreendido.

“Sou um trabalhador, saí de casa às 11h, não sou nenhum bandido. Aí está minha moto, não tem documento atrasado. Se o sistema não identificou, azar o do sistema, mas que está pago, está. O que tem aqui são duas multas, que dá 300 reais, não paguei porque não tem auxilio emergencial, estou aqui trabalhando na luta do dia, para levar sustento para casa. Minha moto está aqui, olha o guincho chegando, isso é revoltante. Tenho uma criança de 1 ano em casa, tenho pensão para pagar, preciso trabalhar”, reclama o homem no vídeo.

Mostre mais
Fechar