CRIME NA VÉSPERA DO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA: Carrefour diz que fechará loja “em respeito” ao assassinato de homem negro por seguranças

Em nota divulgada na madrugada desta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, o Carrefour afirmou que fechará a loja localizada no bairro Passo D’Areia em respeito ao senhor João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, assassinado brutalmente por dois seguranças na noite desta quinta-feira (19).

“O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito á vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário”, diz o texto.

A nota, divulgada às 2h17, é uma resposta rápida ao desgaste que a rede de supermercados já teve com casos dentro de suas lojas. Em agosto, uma loja do Carrefour em Recife, Pernambuco, usou guarda-sóis para esconder o corpo de Moisés Santos, um funcionário que morreu ao passar mal em um dos corredores, mantendo as portas abertas.

Em relação ao caso de Porto Alegre, o Carrefour ainda “lamenta profundamente o caso” e diz que está tomando as medidas para que os responsáveis sejam “punidos legalmente”.

“Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como essa aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais”.

Mostre mais
Fechar