DESPEDIDA DO OCTÓGONO: Anderson Silva é nocauteado em luta de encerramento da carreira e Dana White lamenta derrota

Quando todos esperavam que o clima pela última luta de Anderson Silva no UFC fosse de celebração pela carreira do brasileiro, mesmo com a derrota por nocaute técnico para Uriah Hall, o que se viu da parte de Dana White era um clima de tristeza. Não pela última luta do Spider, mas sim por tê-lo deixado lutar essa luta.

Dana White disse estar arrependido por ter permitido que Anderson Silva lutasse contra Uriah Hall — Foto: Evelyn Rodrigues

Dana White disse estar arrependido por ter permitido que Anderson Silva lutasse contra Uriah Hall — Foto: Evelyn Rodrigues

– Depende de mim decidir, e ele está se aposentando. Ele ainda tem uma luta no contrato, mas fez um acordo comigo. Antes deste contrato ser assinado, ele acordou comigo que essa seria a última luta e que se aposentaria. Nós temos um acordo. Já dei a ele mais lutas do que eu deveria. Na verdade eu estou me sentindo mal. Não me sinto bem comigo mesmo pelas lutas que eu dei a ele. Anderson deveria ter se aposentado antes. Mas o cara é uma lenda do esporte e nessa empresa e era difícil para mim dizer “não” a ele. Mas agora temos um acordo. Não gostei de vê-lo lutando hoje. Fico triste ao ver o resultado.

Melhores Momentos de Uriah Hall x Anderson Silva no UFC Hall x Silva

Perguntado se tinha gostado da atuação de Anderson Silva, que resistiu até o quarto round contra um lutador que é famoso pelos nocautes que tem na carreira, Dana White disse que o brasileiro poderia ter tido muito mais problemas se o adversário fosse outro.

– Ele enfrentou um cara que não absolutamente nenhuma agressividade. Em uma luta principal de cinco rounds em rede nacional, esse cara deu 11 socos. Se ele tivesse enfrentado qualquer um dos outros monstros, ele estaria em sérios problemas, apanharia muito de verdade. Uriah Hall é um dos caras menos agressivos do UFC. E Anderson mal conseguia se levantar para dar a entrevista. Teve que fazer a entrevista sentado. Eu cometi um grande erro ao deixá-lo lutar hoje. Eu sabia que estava certo, e isso ficou provado hoje. Ele não deveria lutar nunca mais.

O dirigente também garantiu que o Spider não lutará mais no UFC, e disse torcer para que a família do brasileiro lhe diga o mesmo quando ele chegar em casa.

– Não quero impedi-lo de fazer nada. Ele é adulto e pode fazer o que quiser, mas ele ainda tem uma luta conosco e eu não o deixarei lutar aqui nunca mais. Quero que ele se aposente, e espero que a família dele o diga a mesma coisa quando ele chegar em casa. Estou em uma situação difícil agora, porque ele é um cara com quem eu importo, que está na companhia há muito tempo e eu não quero sentar aqui e detoná-lo. Mas ele tem quase 46 anos de idade. A menos que você esteja tentando salvar a sua própria vida ou defender a sua família, ninguém nessa idade deveria lutar. Ponto.

Uriah Hall desferiu apenas 11 socos no segundo round da luta contra Anderson Silva no último sábado — Foto: Getty Images

Uriah Hall desferiu apenas 11 socos no segundo round da luta contra Anderson Silva no último sábado — Foto: Getty Images

Dana reconheceu que é difícil para um lutador de elite assumir que é chegada a hora de se aposentar, e elogiou a capacidade do Spider de competir aos 46 anos de idade.

– Quando você é um lutador de verdade, como Anderson Silva e Chuck Liddell, nunca admite que é chegada a hora de se aposentar. Mas todos nós sabemos. Você não precisa ser um expert em lutas para a hora de se aposentar já passou há um bom tempo para Anderson. Lutar é divertido para ele, é o que ele gosta de fazer, e ele é um artista marcial com coração, ele gosta de se testar. Sendo realista, ele conseguir competir aos 46 anos de idade é muito impressionante, mas chegou a hora de parar.

Comentando uma entrevista na qual Anderson Silva disse ter saudades dos tempos em que Lorenzo Fertitta, um dos antigos donos do UFC, comandava o UFC como se fosse uma família, Dana White disse que a empresa sempre o tratou como uma família, a começar pelo salário que lhe paga.

– Essa semana ele disse em uma entrevista, mas eu não sei, porque não confio nesses caras da imprensa. Ele disse que o UFC costumava ser uma família quando Lorenzo estava aqui e coisas assim. Todos nós temos saudades de Lorenzo – sempre admitirei que ele era o lado gentil do UFC – mas eu sempre fui muito bom com Anderson Silva. Sempre o tratamos com respeito. Se vocês soubessem quanto ele recebe para lutar, sujariam suas calças. Acho que o tratamos como uma família e não deveria tê-lo deixado fazer essa luta hoje.

Anderson Silva teve um momento sozinho no octógono após a derrota para Uriah Hall no UFC — Foto: Getty Images

Anderson Silva teve um momento sozinho no octógono após a derrota para Uriah Hall no UFC — Foto: Getty Images

Mesmo contrariado por ter permitido que Anderson lutasse no último sábado, Dana White não escondeu a admiração pelo que o Spider fez no UFC nos anos em que estava no auge da sua carreira.

– Ele é um dos maiores de todos os tempos. Muitas pessoas decidiram se tornar lutadores profissionais após verem Anderson Silva lutar. Ele inspirou uma geração inteira não só de lutadores, mas de artistas marciais. Seu nome será eterno nos livros de recordes. Ele podia fazer coisas que as outras pessoas não conseguia. Era quase impossível tocá-lo. O que ele fez com Vitor Belfort e com Rich Franklin… Chris Leben estava invicto quando eles lutaram, e tinha um queixo de aço. Ele fez parecer que Leben não tinha queixo. Para não falar no que ele fez com Forrest Griffin. Ele estava com a costela trincada contra Chael Sonnen e o finalizou quase no fim do quinto round. Anderson fez lutas lendárias aqui quando estava no auge. Ele já deveria estar no Hall da Fama. É inacreditável isso ainda não ter acontecido.

Mostre mais
Fechar