DESTAQUES DO EXPRESSO: Vagas em medicina custavam R$120 mil em esquema fraudulento, preparatório da UFPB disponibiliza aulas gratuitas e dono de boate quer festas liberadas para recuperados de COVID-19

O podcast dessa quarta (02) traz a notícia que a Polícia Civil em Assis (SP) deflagrou nesta quarta-feira (2) a segunda fase da Operação Asclépio, que investiga um esquema de venda de vagas em cursos de medicina. Segundo a polícia, o grupo cobrava até R$ 120 mil por vaga. Em Campina Grande (PB), uma jovem de 23 anos foi presa nesta manhã. Estudante de medicina, ela é suspeita de ter feito a prova no lugar de 15 pessoas.

Para quem quiser entrar de maneira legal nas vagas das universidades públicas, o curso pré-universitário PET/Conexões de Saberes, projeto do Programa de Educação Tutorial/Conexões de Saberes, Acesso e Permanência do Jovem de Origem Popular à Universidade da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), está com inscrições abertas para aulões de caráter preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições são gratuitas.

E o dono da Priscylla’s Hall, uma das casas de shows mais movimentadas pelo público jovem de João Pessoa, sugeriu que a Capital adotasse o mesmo método que vem sendo utilizado em Fernando de Noronha para que as atividades sejam retomadas. Ele sugeriu que apenas clientes que tiveram covid-19 e já estão recuperados da doença poderiam frequentarem casas noturnas e boates.

Ouça: 

 

Confira as matérias dos Destaques do Expresso: 

R$120 MIL POR VAGA EM MEDICINA: Estudante de medicina de Campina Grande é suspeita de ter feito prova no lugar de 15 pessoas – ENTENDA ESQUEMA

 

PREPARATÓRIO GRATUITO: UFPB inscreve para aulões gratuitos para alunos que queiram fazer Enem

CORONA’S HALL: Dono de boate em João Pessoa sugere reabertura para pessoas que já tiveram covid-19

Mostre mais
Fechar