ELEIÇÕES 2020: Deputado estadual Wilson Filho confirma pré-candidatura à prefeitura de João Pessoa

Neste sábado (18), o deputado estadual Wilson Filho (PTB) confirmou a sua pré-candidatura na disputa pelo cargo da prefeitura de João Pessoa. Com o nome do parlamentar, agora, são 16 virtuais candidatos que estão concorrendo ao posto nas eleições municipais deste ano. 

Wilson ensaia discurso moderado para a disputa, em linha divergente com a negação da política pregada por outro virtual candidato da base aliada do governador, o vereador Bruno Farias (Cidadania). Do partido de João, outro nome colocado como possibilidade é o do também vereador Léo Bezerra. O nome de um dos dois será escolhido para a disputa, caso o governador não opte por abrir conversa com outros partidos. Wilson Filho foi candidato a vice de Cida Ramos (PSB), em 2016. Outro nome da base governista é o de Raoni Mendes, que foi o primeiro a se lançar como pré-candidato neste ano.

Veja lista dos virtuais candidatos na capital em ordem alfabética:

  1. Anísio Maia (PT)
  2. Bruno Farias ou Léo Bezerra (Cidadania)
  3. Cícero Lucena (PP)
  4. Edilma Ferreira, Diego Tavares, Daniella Bandeira ou Socorro Gadelha
  5. Eduardo Carneiro (PRTB)
  6. Gerson Vasconcelos (Rede)
  7. João Almeida (SD)
  8. Julian Lemos (PSL)
  9. Nilvan Ferreira (MDB)
  10. Pablo Honorato (Psol)
  11. Rafael Freire (UP)
  12. Raoni Mendes (DEM)
  13. Ricardo Coutinho ou Amanda Rodrigues (PSB)
  14. Ruy Carneiro (PSDB)
  15. Wallber Virgolino (Patriotas)
  16. Wilson Filho (PP)

Apesar do número de postulações anunciadas, reina a indefinição em vários partidos. O PV do prefeito Luciano Cartaxo, por exemplo, tem quatro candidatos a pré-candidatos. Ele retirou da gestão quatro secretários (Edilma Ferreira, Diego Tavares, Daniella Bandeira ou Socorro Gadelha) para decidir entre um deles. O gestor pretende definir o nome até o final deste mês e tenta um complicado diálogo com o grupo do governador João Azevêdo, visando o pleito deste ano.

Há indefinição também no PSB, do ex-governador Ricardo Coutinho. Em outros tempos, seria impossível contar a história das eleições deste ano sem colocá-lo no rol dos pré-candidatos. O problema é que a série de denúncias do Ministério Público e o fato de ele ter chegado a ser preso tiraram do socialista a aura de favoritismo. A solução a ser tirada da cartola poderá ser a escolha da mulher, Amanda Rodrigues, para a disputa. Um outro nome cogitado, apesar de não muito, é o do deputado federal Gervásio Maia.

Do PSDB, antigo adversário dos socialistas no Estado, deve ir para as urnas o deputado federal Ruy Carneiro. Ele vem encampando um discurso voltado para o desenvolvimento, ressaltando sempre a necessidade de “reconstrução dos empregos” e das empresas, por causa da quebradeira causada pela pandemia do novo Coronavírus. A linha, também mais moderada, deverá ser encampada por Cícero Lucena (PP), lançado como pré-candidato.

Três nomes já lançados se colocam no campo conservador e da negação da política, buscando a inserção junto ao eleitor bolsonarista. A lista inclui o comunicador Nilvan Ferreira (MDB), o deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas) e o federal Julian Lemos (PSL). Deles, Nilvan foi o que primeiro se lançou na busca por apoiamentos e tem sustentado um discurso de nova política. No rádio, ele se notabilizou nos últimos meses pelo alinhamento com as ideias do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A esquerda será representada no pleito pelo suplente de deputado estadual, Anísio Maia (PT). A sigla sonhava com Luiz Couto, que preferiu permanecer com o cargo de secretário no governo da Paraíba. Maia diz que vai encampar a defesa legado dos ex-presidentes Lula e Dilma. Do espectro de esquerda vêm também os candidatos da Rede (Pablo Honorato) e UP (Rafael Freire).

A lista de pré-candidatos foi engordada com a presença do deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) e do vereador João Almeida (SD).

Mostre mais
Fechar