Escola divulga que mulheres que não cobrem partes do corpo tem culpa: ‘Pecado da sedutora é muito maior’

Uma escola particular católica de Itaúna (MG) teve de apagar uma postagem feita na conta do Instagram da instituição, que insinuava que, por conta de vestimentas que não cobrem o corpo, a culpa por assédios sexuais pode ser da mulher.

“O pecado da sedutora é muito maior que o da pessoa seduzida”, dizia a publicação do Colégio Recanto do Espírito Santo.

“Quando a mulher decide expor partes do corpo que deveriam estar cobertas se torna uma sedutora, partilhando assim a culpa do homem. De fato, os Teólogos ensinam que o pecado da sedutora é muito maior que o da pessoa seduzida”, acrescentava a mensagem.

O trecho postado foi extraído do “Guia Mariano de Modéstia Cruzada de Maria Imaculada pela Pureza”, um documento que diz como católicos devem se portar.

Logo após a repercussão, a escola apagou a publicação e postou um novo, dessa vez se desculpando.

“Foi feita uma postagem indevida por quem administra nossas redes. Apesar de concordarmos com a modéstia no vestir, o texto em questão deixou margem para interpretações que não são as do colégio. Pedimos desculpa”, escreveu a administração do colégio.

O pedido de desculpas, porém, não evitou que a instituição de ensino fosse criticada nas redes sociais.

 

Mostre mais
Fechar