Ex-lateral do Botafogo dirigia carro que atropelou e matou homem durante acidente

O lateral direito Marcinho, ex-Botafogo, e o pai, Sérgio Lemos de Oliveira, prestam depoimento nesta manhã (4) na 42ª DP, no Recreio, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O jogador, de 24 anos, foi dar esclarecimentos por ser suspeito de ter atropelado um casal no último dia 30, no mesmo bairro.

Segundo Alan Luxardo, delegado que investiga o caso, o pai do jogador afirmou que o filho era o condutor do veículo no momento do acidente e que estava sóbrio e em baixa velocidade.

Marcinho e Sérgio Lemos chegaram à delegacia às 11h. Sérgio já foi ouvido pelas autoridades e o lateral ainda está prestando depoimento.

O acidente aconteceu na Avenida Lúcio Costa, no Recreio. Alexandre Silva de Lima morreu no local e Maria Cristina José Soares foi levada ao Hospital Lourenço Jorge em estado grave. Ela está internada no Hospital Vitória, recuperando-se de uma cirurgia.

O veículo, de modelo Mini Cooper, foi encontrado abandonado na Rua Hermes de Lima, que fica cerca de 600 metros de onde houve a batida. Ele está registrado no nome de uma empresa de produtos hospitalares que tem Sérgio como um dos sócios.

Cria da base do Botafogo, Marcinho tinha contrato com o clube até o fim do ano passado e as partes não chegaram a um acordo para a renovação do vínculo. Em 2020 ele pouco atuou devido a uma grave lesão no joelho direito, que aconteceu ainda durante a pré-temporada.

Mostre mais
Fechar