Gilmar Mendes nega pedido de Arthur Cunha Lima e conselheiro segue afastado do TCE-PB

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, Arhur Cunha Lima, que já se encontrava afastado do cargo desde que tornou-se alvo de investigações da Operação Calvário, seguirá longo do cargo. O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes negou o pedido de Arthur para retomar as atividades como conselheiro do TCE-PB.

O afastamento de Cunha Lima do do TCE-PB já havia sido mantido por unanimidade pela corte do Superior Tribunal de Justiça. Tanto Arthur quanto o conselheiro Nominado Diniz Filho seguem afastados do tribunal de contas desde dezembro.

Mostre mais
Fechar