Homem que espancou e matou mulher grávida no interior da Paraíba é preso em São Paulo

O homem suspeito de ter assassinado a mulher grávida na cidade de Poço José de Moura,  Sertão da Paraíba, foi preso nessa sexta-feira (4), no município de Rio Grande da Serra, litoral de São Paulo. A prisão ocorreu após o trabalho de investigação e a troca de informações entre a Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia Seccional de Cajazeiras, e a Polícia Civil de São Paulo.

O preso será trazido para cumprir pena na Paraíba, mas a data de sua transferência ainda não foi definida. Para dar mais informações sobre a prisão e falar sobre o caso, o delegado Glauber Fontes deverá conceder entrevista coletiva na próxima segunda-feira (7), às 09h30, na sede da Delegacia Seccional de Cajazeiras.

O caso aconteceu no dia 7 de setembro deste ano em Poço José de Moura, Sertão da Paraíba, e teve grande repercussão porque a vítima, Pâmela do Nascimento, de 28 anos, estava grávida quando foi agredida pelo companheiro e não resistiu, vindo a falecer ao ser socorrida para o hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu.

O companheiro dela chegou a ser intimado e compareceu à delegacia de Cajazeiras, mas alegou que ela tinha passado mal outras vezes durante o dia e o quadro se agravou, chegando a óbito. Ele prestou depoimento e foi liberado porque não havia indícios para a sua prisão em flagrante.

“Depois que saiu o laudo pericial e foi constatado que houve agressão física, intensificamos as diligências, ouvimos outras testemunhas do caso, e nossa equipe não mediu esforços até identificar o paradeiro do suspeito, fato que culminou com a localização e prisão do mesmo nesta sexta-feira na cidade de Rio Grande da Serra, no litoral paulista”, disse o delegado seccional de Cajazeiras, Glauber Fontes.

“A Polícia Civil cumpriu o seu papel investigativo. Agora ele será trazido para Cajazeiras e encaminhado a uma unidade prisional do Estado, onde ficará à disposição da Justiça”, concluiu o delegado Glauber Fontes.

Mostre mais
Fechar