“Huck é melhor candidato para o Brasil do século 21”, diz líder do Cidadania

O apresentador Luciano Huck ainda não resolveu se vai disputar a eleição presidencial de 2022. Roberto Freire, presidente do partido Cidadania, espera que Huck tome uma decisão em breve. O presidente ainda disse que Luciano Huck “é o melhor candidato para discutir o Brasil do século 21”.

Ele disse também que a candidatura de Lula “ajuda a busca por unidade no campo democrático”, porque torna “a polarização mais explícita”.

“Está havendo uma aceleração do processo eleitoral. Ele (Huck) deve se decidir até o meio do ano, e a grade da Globo é a antessala dessa decisão”, analisou Roberto Freire.

A Rede Globo está planejando a grade de programas para 2022 e quer saber se poderá contar com Huck. Ele já foi cogitado para assumir um programa aos domingos, já que Faustão vai sair do canal.

A Globo precisa de antecedência para fechar novos acordos de patrocínio, que se encerram neste ano. Em alguns casos só será possível fazer isso com a renovação de contrato entre o apresentador e a emissora, segundo o Estadão.

Caso queira disputar a eleição, Huck precisa se filiar a um partido. Ele já se reuniu com políticos de diferentes ideologias e foi especulado em diversas legendas, mas não confirmou nenhuma decisão. Roberto Freire já admitiu que gostaria de contar com o apresentador no Cidadania. Mas DEM e PSB também já foram especulados como possíveis destinos do possível futuro político do apresentador.

Ontem Huck falou no Twitter sobre a pandemia de covid-19 no Brasil e cobrou compra de vacinas, com uma indireta para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Chilique não resolve”, escreveu o apresentador. “O que resolve é correr atrás de novos fornecedores e vacinar toda a população”, completou.

A mensagem de Huck aconteceu no mesmo dia em que Bolsonaro disse que fechar comércios para controlar a pandemia é “frescura” e “mimimi”.

Mostre mais
Fechar