Japão estuda estender medidas emergenciais contra covid-19 em Tóquio

O estado de emergência determinado em Tóquio, -que receberá a Olimpíada e a Paraolimpíada em menos de 80 dias- contra a Covid-19, que envolve medidas como a proibição de bebidas alcoólicas em restaurantes e o fechamento de lojas de departamentos e cinemas, deve ir além da próxima terça-feira (11), data inicialmente prevista para o fim deste plano.

De acordo com o Kyodo News, que citou autoridades que pediram anonimato como fontes, o primeiro -ministro Yoshihide Suga deve anunciar a decisão de prorrogar -ou não- o estado de emergência até amanhã. A extensão deve durar entre duas semanas e um mês.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse hoje que a situação ainda não é boa o suficiente para que as restrições sejam suspensas. Ela deve se reunir hoje, virtualmente, com as prefeituras vizinhas de Kanagawa, Chiba e Saitama para pedir ao governo japonês que prorrogue o estado de emergência.

Hoje, Tóquio relatou 591 novos casos de covid-19, apresentando uma queda de 44% em relação ao último sábado (1). Apesar dos números positivos, o motivo da queda pode ter sido o fechamento de hospitais e o funcionamento reduzido de alguns deles no período.

Além de Tóquio, o governo japonês deve decidir pela prorrogação ou não das medidas restritivas em outras oito prefeituras: Osaka, Miyagi, Saitama, Chiba, Kanagawa, Aichi, Ehime e Okinawa. Outras seis prefeituras – Hokkaido, Ibaraki, Gifu, Mie, Tokushima e Fukuoka pediram medidas mais restritivas para o combate ao novo Coronavírus.

Mostre mais
Fechar