Juiz responsável pelas campanhas de redes sociais e guia eleitoral em Campina, tem esposa em cargo de comissão na gestão do PSD

A jurisdição de cada uma das zonas eleitorais cabe a um juiz de direito em efetivo exercício e, na falta deste, ao seu substituto legal que goze das prerrogativas da magistratura. A Justiça Eleitoral não possui quadro próprio de juízes, por esse motivo, os magistrados da Justiça Comum exercem, cumulativamente, as funções de juiz eleitoral. A esse respeito, em Campina Grande, o juiz eleitoral Bartolomeu Correia Lima Filho, da 17ª Zona de Campina Grande, responsável nas eleições deste ano na cidade pelas redes sociais e guia eleitoral de rádio e televisão, teve um nome de um familiar de primeiro grau detectado na folha da prefeitura de Campina Grande.

Ocorre que a esposa do magistrado, Daniela Ferreira Marques de Lacerda, está lotada como comissionada na Secretaria de Assistência Social, da cidade desde fevereiro de 2013, até agosto desde ano. Somente neste ano de 2020, de janeiro a agosto, Daniela recebeu da gestão Romero Rodrigues (PSD) exatos R$ 17.435,97, conforme revelam as tabelas do Tribunal de Constas do Estado (TCE-PB) via seu Sistema de Acompanhamento Online (SAGRES). https://sagres.tce.pb.gov.br/pessoal04.php?ugestora=201050&dt_mes=02&de_mes=Fevereiro&dt_ano=2013&tipo_cargo=3&cargo=00000102

Uma duvida que fica é se o juiz que tem no perfil da sua esposa diversas fotos com o prefeito Romero Rodrigues, deveria se declarar suspeito a exercer suas funções de juiz eleitoral, responsável por julgar processar e julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos. Veja mais funções de um juiz eleitoral no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). http://www.tre-sc.jus.br/o-tre/justica-eleitoral-1/juiz-eleitoral

Mostre mais
Fechar