MAIS QUATRO MESES: Auxílio emergencial será votado até quinta e será retirado de ‘orçamento de guerra’

Nesta segunda-feira (22), o relator do novo auxílio emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC), deve apresentar seu relatório ao Senado. A proposta deve ser votada até quinta-feira (25).

A ideia é retomar os pagamentos em março, por mais quatro meses. Mas, os valores ainda serão estipulados. Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco se reuniram para anunciar a inclusão de uma cláusula de calamidade para liberar o “orçamento de guerra”, a fim de viabilizar o pagamento do auxílio. Não houve, contudo, confirmação do valor do benefício.

Os senadores vão votar a PEC emergencial que traz gatilhos que podem ser acionados para controlar as despesas da União, como a redução de salários e jornada de servidores públicos.

Mostre mais
Fechar