MEMÓRIA FRACA: Em visita a São Vicente, Bolsonaro é visto com nome do prefeito escrito na palma da mão

Em visita a São Vicente, no litoral de São Paulo, nesta sexta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro exibiu o nome do do prefeito da cidade, Pedro Gouvêa (MDB), escrito na mão esquerda.

Bolsonaro saiu de Brasília por volta das 8h e seguiu de avião para São José dos Campos, no interior paulista. Em seguida, foi de helicóptero a São Vicente. O presidente chegou ao 2º Batalhão de Infantaria Leve (2º BIL) ainda pela manhã e foi recebido por militares.

Após a chegada, o chefe do Executivo ganhou o título de cidadão vicentino. Depois de ser homenageado, também visitou a Ponte dos Barreiros. A estrutura, que foi interditada após risco de desabamento, passou por reforma após repasse do Governo Federal.

O prefeito Pedro Gouvêa, a deputada federal Rosana Valle (PSB) e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, o acompanharam. Bolsonaro circulou pela área das estacas da ponte, onde recebeu o agradecimento do prefeito pelo repasse do dinheiro por parte do Governo Federal.

Ponte dos Barreiros

A Ponte dos Barreiros foi interditada para o trânsito de veículos no fim de novembro de 2019, após o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) realizar uma vistoria no local e, durante avaliação técnica, especialistas apontarem risco de um colapso estrutural. Cerca de 50 estacas de sustentação da ponte precisaram passar por recuperação.

A recuperação da estrutura foi planejada em duas etapas. A primeira, em caráter emergencial, teve o valor de R$ 5.767.831,91. Nesta fase, foram recuperadas 52 estacas, uma longarina e três travessas. Na segunda fase, com valor de R$ 51.064.668,68, serão recuperadas as demais estacas e executada a reforma da mesa. A verba necessária para a reforma foi anunciada pelo Governo Federal no fim do ano passado e liberada pela Caixa Econômica Federal (CEF).

Após a conclusão da primeira fase das obras, a Ponte dos Barreiros foi reaberta para veículos leves no dia 1º de julho. A estrutura ficou mais de 200 dias totalmente interditada.

Mostre mais
Fechar