Motoristas de Campina Grande fazem fila nos postos após anúncio de atraso no abastecimento do estado

Desde a noite da última quarta-feira (18) motoristas de Campina Grande começaram a formar filas nos postos de combustíveis da cidade desde que o presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis anunciou que o abastecimento dos postos do estado sofreu um atraso. Apesar do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado afirmar que não há risco de desabastecimento, alguns motoristas foram aos postos de forma preventiva.

De acordo com a nota publicada pelo Sindicato de Revendedores, aconteceu um atraso na entrega de combustíveis em alguns estados do Nordeste, entre eles, a Paraíba. O documento, no entanto, não menciona falta de gasolina.

O Procon Municipal afirmou que está monitorando os 58 postos de combustíveis da cidade e região para que não haja variações de preços nos produtos e os eventuais aumentos injustificados serão punidos. Segundo a autarquia, diante dessa procura tão grande, a orientação é que os postos comecem a limitar a quantidade de combustível para cada cliente.

Sobre o aumento na procura, o órgão afirma que não há riscos de se repetir o que houve, por exemplo, no período de greve de caminhoneiros em maio de 2018 e que a previsão é que no sábado, dia 21, tudo seja normalizado.

Por sua vez, a Companhia Docas da Paraíba garantiu que os terminais de combustíveis do complexo portuário de Cabedelo têm estoque suficiente para o prosseguimento normal da distribuição da gasolina até o desembarque da nova carga.

Mostre mais
Fechar