NA MIRA DA INTERPOL: Organização identifica possível fraude e pede suspensão de apostas para jogo do Campeonato Paraibano

O futebol paraibano foi surpreendido com mais uma polêmica envolvendo fraudes em apostas de em jogos do campeonato estadual.

Segundo especialistas em apostas feitas via internet, o jogo validado para a 9ª rodada do Campeonato Paraibano entre CSP e Sport Lagoa Seca, na última quarta-feira (22), teria sido retirado dos sites de casas de apostas de dentro e fora do Brasil.

De acordo com informações de especialistas, o resultado mais apostado teria sido 6 x 0. O jogo foi suspenso dos sites, durante o segundo tempo, quando o placar marcava 4 x 0 para o time pessoense.

Aos 26 minutos do segundo tempo, o CSP marcou seu 5º gol enquanto o Sport Lagoa Seca estava com o placar zerado. Aos 34 minutos CSP fez 6 x 0 e aos 42 minutos dez 7 x 0, encerrando a partido com este placar final.

Circulam informações de que equipes da Interpol teriam identificado uma possível fraude envolvendo esta partida e teriam alertado as casas de apostas.

Histórico
Esta não é a primeira vez que uma possível manipulação de resultados acontece na Paraíba. Dirigentes e árbitros de futebol foram condenados pela Justiça no âmbito da Operação Cartola, da Polícia Civil e Ministério Público da Paraíba, deflagrada em abril de 2018.

Pela Série D do Campeonato Brasileiro, em 2019, a partida entre Campinense x Vitória (PE), que terminou com a Raposa vencendo por 4 x 0 em Campina Grande também levantou suspeitas de manipulação de resultados.

Já em janeiro deste ano, o presidente do Sousa Esporte Clube, Aldeone Abrantes, denunciou um suposto esquema de manipulação de resultados na temporada 2020 do Campeonato Paraibano. Em um audio veiculado pelo WhatsApp, o dirigente afirmou ter sido procurado por emissários de “uma pessoa conhecida ligada ao futebol da Paraíba” para participar do esquema. Na ocasião, a presidenta da federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, afirmou que teve acesso aos áudios e em nota, disse que procurou as autoridades e repassou o material para que seja apurado. Até a publicação desta matéria, nada aconteceu.

Em maio, veio à tona uma partida amistosa fantasma envolvendo Andraus (PR) x Serrano (PB). Paranaenses e paraibanos garantem que o jogo aconteceu no dia 25 de março, em meio à pandemia do Coronavírus, quando o futebol brasileiro estava paralisado, mas não há provas públicas disso. Para essa partida, pelo menos R$ 10 milhões teriam sido movimentados em sites de aposta.

Na Federação
As suspeitas de fraudes no futebol da Paraíba já foram amplamente repercutidas na imprensa nacional, a exemplo do programa Esporte Espetacular, da TV Globo.

Uma das reportagens exibidas pelo programa denuncia um esquema de fraude na eleição de Michelle Ramalho para a presidência da FPF em 2018. De acordo com a emissora, a advogada ligada à CBF teria vencido a eleição mediante falsificação de documentos, compra de votos e chantagem.

Procurado pela reportagem do programa, o Ministério Público da Paraíba prometeu entrar no caso.

O outro lado
Por telefone, a equipe do portal Polêmica Paraíba tentou ouvir a presidente da FPF, Michelle Ramalho, mas ela não quis falar, alegando estar participando de uma live na internet.

Mostre mais
Fechar