‘Não renunciarei’, afirma Orlando Soares ao dizer que não deixará presidência do Botafogo-PB antes do fim do mandato

O atual presidente do Botafogo-PB, Orlando Soares, falou o motivo que o levou a desistir da disputa pela eleição do novo Conselho Deliberativo do Clube. Segundo ele, os seus aliados ainda aguardam o resultado final da decisão da liminar que impedia que 21 dos candidatos da oposição de votarem e serem votados na disputa. Caso haja uma vitória no âmbito judiciário, o atual grupo da situação ficaria em maioria.

“Nós estamos simplesmente aguardando a liminar dos 21. Se a liminar dos 21 nós der positivo, então a eleição de hoje não existiu. Votou gente que não poderia votar. Então nem precisa fazer nada quanto a de hoje. Agora, se realmente disserem que eles poderiam, então acabou o problema”, vaticinou Orlando.

Ele disse estar recebendo ameaças e xingamentos, e, sobre isso, prestou queixa sobre o ocorrido, disponibilizando o seu celular para a perícia e identificação dos agressores. Mesmo com os supostos ataques, garantiu que não irá renunciar do cargo de mandatário e cumprirá sua função até 31/10, quando o novo comandante assumirá o clube. “Eu não renunciei o cargo e não renunciarei. Eu vou cumprir meu mandato até 31/10. Eu simplesmente não vou concorrer à reeleição”, finalizou.

Mostre mais
Fechar