Novo secretário de Polícia Civil do Rio de Janeiro exonera chefe do departamento que investigava morte de Marielle Franco

Na noite da última terça-feira (15) o novo secretário da Polícia Civil do Rio de Janeiro exonerou o diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Antônio Ricardo Nunes. Nunes comandava as Delegacias de Homicídios da Capital, de Niterói e da Baixada Fluminense.

Algumas das principais investigações que vem sendo conduzidas pelos DHGPP são as apurações relacionadas a bicheiros, milicianos e contraventores, ao Escritório do Crime, grupo de criminosos que pratica assassinatos sob encomenda no Rio, e ao duplo homicídio da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes.

Comum

Apesar das importantes investigações conduzidas pelo departamento, especialistas em segurança pública apontam que esta mudança de chefia é um fato normal uma vez que as nomeações para divisões e cargos importantes é feita baseada na confiança do secretário.

Substituto

Alguns nomes são cotados para substituírem Antônio Ricardo Nunes na chefia d DHGPP, o principal deles é o de Moysés Santana que atualmente é lotado na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. Caso a tendência se confirme e o nome de Moysés seja o escolhido, esta será a terceira gestão a conduzir as investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco.

Mostre mais
Fechar