O PREÇO DA MORTE: Sobrinho de Expedito teria pago R$3 mil para assassinato e motivação foi financeira

O juiz Marcos William decretou a prisão temporária do sobrinho do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, que foi assassinado a tiros no meio da rua na semana passada, no bairro de Manaíra, em João Pessoa. As primeiras informações são de que José Ricardo Alves, sobrinho da vítima, teria encomendado o assassinato do tio por R$ 3 mil e a motivação teria sido financeira.

Além de José Ricardo, mandados de prisão também foram emitidos para Gean Carlos, que trabalhou na campanha de Ricardo a vereador de Bayeux, e também Leon, que foi preso na noite do sábado (12), pelo crime de estelionato e já tinha mandado em aberto desde 2016.

A expectativa é de que Ricardo Pereira se entregue a polícia ainda nesta quarta-feira. A Polícia Civil deve realizar uma coletiva de imprensa para detalhar o caso nas próximas horas.

Mostre mais
Fechar