OAB diz que há elementos para impeachment de Bolsonaro, mas que processo depende de ‘pressão das ruas’

De acordo com Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) há elementos para o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), mas o processo vai depender da pressão das ruas.

“É preciso abrir a discussão, porque os fatos [que envolvem Bolsonaro em eventual crime de responsabilidade] são graves. Mas o ritmo dela será ditado pelas ruas e pelo Congresso Nacional.”

A OAB, considerada a principal entidade que poderia desencadear o processo, já discute o tema internamente.

Maia ameaça

Outras lideranças que devem ter poder de decisão sobre o assunto pensam a mesma coisa. Nesta segunda-feira (11), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a poucas semanas de deixar o cargo, afirmou em entrevista ao portal Metrópoles, que o presidente Jair Bolsonaro pode sofrer um impeachment nos próximos meses.

Maia tem em sua gaveta mais de 50 pedidos de impeachment contra Bolsonaro e não deu, ao longo de seu mandato, sequência a nenhum deles. Na entrevista, o deputado disse que agora, entretanto, a demora do governo em elaborar um plano de vacinação contra a Covid é um fator que pode motivar a abertura de um processo de impedimento contra o ex-capitão.

O PT também protocolou, nesta segunda-feira, na Câmara dos Deputados, mais um pedido de impeachment contra Bolsonaro.

Mostre mais
Fechar