OSTENTAÇÃO E GOLPES: Ex-diretor do Vai-que-cola é preso por aplicar golpes em hotéis de luxo

Aaron Salles Torres, ex-diretor do humorístico Vai Que Cola, do Multishow, foi preso no Rio de Janeiro por aplicar golpe em um hotel de luxo. Ele e o namorado, Johny de Souza Oliveira, já vinham sendo investigados e usaram cartões de crédito clonados para efetuar o pagamento do check-in na última semana. Eles foram pegos em flagrante.

De acordo com o site da Época, o casal estava na mira da Polícia Civil do Rio desde o início do ano. Aaron e Johny haviam se hospedado em um hotel cinco estrelas em Copacabana para passarem o Réveillon, mas estenderam a permanência até 12 de janeiro.

Na ocasião, ficaram em uma suíte de R$ 1,5 mil a diária, equipada com banheira de hidromassagem. Na saída, pagaram a conta com cartões clonados. O hotel só se deu conta da fraude meses depois, quando foi notificado pelas empresas operadoras de crédito.

Na última semana, eles fizeram uma reserva em outro hotel da rede, dessa vez no bairro de Santa Teresa. Para o check-in, tiveram que desembolsar em torno de R$ 6 mil, e acabaram presos em flagrante. Os policiais informaram que o casal manipulava cartões pela internet e usava dados de terceiros.

A delegada Natacha Oliveira, responsável pelo inquérito, disse que o casal responderá pelos crimes de estelionato e organização criminosa. Em depoimento, eles negaram a prática de golpes, mas seguem detidos. O diretor também já se hospedou em outros hotéis de luxo pelo Brasil e costumava publicar fotos de suas viagens nas redes sociais. Confira:

Torres dirigiu diversos projetos exibidos pelos canais da Globosat, inclusive duas temporadas do humorístico Vai Que Cola, exibido pelo Multishow. Seu trabalho mais recente nos canais da Globo foi a série de terror Noturnos, protagonizada por Marjorie Estiano e Ícaro Silva, exibida pelo Canal Brasil.

Mostre mais
Fechar