Padre Julio Lancellotti revela episódio de ameaça e constrangimento na rua: ‘Se eu for atingido, vocês já sabem quem foi’

O padre Júlio  Lancellotti, monsenhor e pároco da Igreja São Miguel Arcanjo no bairro da Mooca, na cidade de São Paulo, conhecido por ações de caridade aos mais vulneráveis que moram nas ruas, denunciou em suas redes sociais nesta terça-feira (15) que está sofrendo graves ameaças.

“Estou com os irmãos de rua e um homem passou numa moto gritando: padre filho da puta, que defende nóia”, relatou.

Ele ainda disse que, após “ataques de candidatos a prefeito contra mim, estou cada vez mais em risco”.

Recentemente, Arthur do Val, candidato a prefeito pelo Patriota, disse que  “o trabalho de  Lancellotti é destrutivo para São Paulo.

Segundo do Val, em entrevista ao El País Brasil,  “as pessoas acreditam que o padre conhece aquela realidade, mas não, ele aparece para dar marmita a serviço de ONGs, mas não soluciona o problema. Eu duvido que o padre tenha dado uma volta na cracolândia”.

 

Mostre mais
Fechar