Pastor é preso após convencer mulher a manter relações sexuais com ele para obter proteção espiritual

Um pastor foi preso na cidade de Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, sob suspeita de estuprar e ameaçar uma mulher. A mulher procurou a delegacia e apresentou uma denúncia. O pastor foi preso em flagrante na última quinta-feira e confessou o crime. “O suspeito disse à vítima, por meio de mensagens em redes socias, que se ela não o encontrasse, ela e sua família teriam problemas com magia negra, maus espíritos, entre outras ameaças”, diz assessoria de imprensa da Polícia Civil.

A mulher procurou a delegacia de Camanducaia para pedir ajuda e contou que vem sendo ameaçada desde junho. “Nesta quinta-feira, a vítima foi forçada a encontrar com o pastor em Pouso Alegre, ainda sob ameaças. No Terminal Rodoviário, os policiais civis de Camanducaia surpreenderam o pastor evangélico que chantageava a vítima”, explica.

Segundo a polícia, outras mulheres foram chantageadas pelo pastor. “O investigado, por meio do perfil pessoal e perfis falsos, constrangia e fazia ameaças com intuito de manter relações sexuais”, afirma. O homem foi preso em flagrante e ainda de acordo com a polícia, ele confessou o crime. Por medidas de prevenção ao novo coronavírus, o pastor foi encaminhado inicialmente ao presídio de Santa Rita do Sapucaí. E em seguida, deve ser levado ao presídio de Pouso Alegre.

Mostre mais
Fechar