Pastor suspeito de abusar de mulheres é preso antes do culto

Um pastor investigado por abusos sexuais foi preso na noite desta terça-feira (8/6), em Belo Horizonte, momentos antes de iniciar um culto na Igreja Pentecostal Portas Abertas, localizada no Bairro Floresta, Região Leste da capital. Nesta quarta-feira (09/06), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concedeu coletiva de imprensa para detalhar o caso.

Segundo a corporação, quatro mulheres já fizeram registro de ocorrência contra o homem. Outras três denúncias anônimas são apuradas.

Responsável pelo caso, a delegada Cristiana Angelini explicou que a primeira denúncia ocorreu em 2018, quando a investigação começou. Em todos os casos, as vítimas relatam que o pastor as levavam para um sala dentro da igreja e, ao orar por elas, o homem praticava os abusos.

“Ele usava da fé das mulheres que, muitas vezes, estavam em momento de fragilidade. Esse pastor levava algumas delas para uma sala, rezava tocando nelas e falando que elas tinham algum demônio ou “pomba gira”, fazendo acreditar que elas deveriam fazer os procedimentos”, explicou a delegada.

No Instagram, o suspeito já havia quase meio milhão de seguidores. Inclusive, ele já posou em uma foto com o jogador de futebol Neymar Jr.

O pastor foi preso por violação sexual mediante fraude e encaminhado ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Contagem). Ele pode ser condenado a cumprir 2 a 6 anos de reclusão.

Mostre mais
Fechar