PERSEGUIÇÃO E DESRESPEITO: Servidor de Alagoinha diz que humilhações por parte de ex-prefeita chegaram a colocar sua vida em risco

O relato de um servidor municipal da cidade de Alagoinha fornece um retrato de perseguição e desrespeito durante a gestão da ex-prefeita Alcione Beltrão.  Antônio Vasconcelos Silva relata que durante o primeiro governo de Alcione sofreu perseguição que colocou em risco sua vida.

De acordo com o relato, Antônio, que mora em Morada Nova, era concursado da prefeitura, tendo sido aprovado para o cargo de auxiliar de serviços gerais. A perseguição da ex-gestora, de motivação política, deu-se início com a transferência do servidor para o Matadouro Público. Sem acesso a equipamentos de proteção e em condições insalubres, Antônio foi infectado por uma bactéria, precisando ser internado. Durante sua recuperação, o médico pediu o afastamento de Antônio do trabalho por várias vezes, o que foi negado pela prefeita. A luta desigual entre os dois se desenrolou por sete anos. Antônio disse que chegou a entrar na justiça para ter seu direito básico, a sua remuneração, garantida. Ele relata que chegou a ficar 4 meses sem receber.

Após quase todo o mandato de Alcione, a perseguição sofrida por Antônio se estendeu a sua família. Sua esposa, também funcionária municipal também sofreu retaliações.

Confira a fala de Antônio abaixo:

Mostre mais
Fechar