PRIMEIRA DAMA EXPOSTA? Grupo de hackers vaza telefones e dados de cartão de crédito de Michelle Bolsonaro

O grupo de hackers Anonymous Brazil vazou nesta quarta-feira, 26, supostos dados da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Entre as informações expostas no Twitter estão números de telefone, dados de cartão de crédito e endereços residenciais.

Após publicação, o Twitter apagou as postagens e baniu o perfil do Anonymous Brasil, por violação de regras da empresa.

Dados de Maria das Graças Ferreira, mãe de Michelle, também foram publicados na rede social.

A assessoria do Palácio do Planalto não se manifestou.

Em junho, o grupo já havia vazado na internet supostos dados pessoais de filhos do presidente, de ministros e do próprio Jair Bolsonaro. Na época, a Polícia Federal abriu investigação sobre o caso.

Michelle Bolsonaro

As divulgações foram feitas pelo Twitter e também atingiram alvos do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF), o empresário Luciano Hang, dono da Havan, e o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP).

Quem também teve dados expostos pelo grupo foi a extremista Sara Giromini (Sara Winter). Ela teve seus cartões de crédito divulgados em retaliação após expor o local onde a menina capixaba de 10 anos que foi estuprada pelo tio iria realizar a interrupção da gravidez.

O grupo Anonymous é um coletivo de hackers que atacam sites e, eventualmente, divulgam criminosamente arquivos na internet.

Mostre mais
Fechar