R$15 MILHÕES DE PREFEITURAS: Nome de prefeito de Cacimba de Dentro era um dos ‘disponíveis’ em escritório de contabilidade alvo de operação

Vários prefeitos tinham seus nomes “à disposição” de um escritório de contabilidade que foi alvo da quinta fase da Operação Recidiva. Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal encontraram dezenas de carimbos de prefeitos paraibanos, dentre eles um carimbo do prefeito de Cacimba de Dentro, Valdinele Gomes Costa, mais conhecido como Nelinho.

A apreensão ocorreu nesta terça-feira (15) durante investigação do desvio de recursos públicos em prefeituras no Estado por meio de fraudes nesses escritórios contábeis.

O empreendimento, conforme o MPF, recebeu mais de R$ 15 milhões de prefeituras paraibanas nos últimos anos. As suspeitas dos investigadores são de que o escritório teria contribuído para fraudes já investigadas no âmbito da Recidiva.

De acordo com o Jornalista João Paulo Medeiros, do blog Pleno Poder do Jornal da Paraíba, a investigação também tenta encontrar elementos que demonstrem que a atuação do escritório ultrapassaria os limites estabelecidos nos contratos de prestação de serviços, sendo uma espécie de orientador e executor de licitações e outros procedimentos administrativos.

Auditoria identifica déficit milionário em Cacimba de Dentro

O Ministério Público de Contas da Paraíba emitiu parecer pela não aprovação das contas de 2018 da Prefeitura de Cacimba de Dentro, apontando déficit financeiro de R$ 1,2 milhão. O parecer foi apresentado após uma auditoria identificar 26 irregularidades na gestão do prefeito Nelinho, tais como produtos de saúde vencidos, não realização de concurso público, não aplicação do piso salarial para professores, não cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, entre outros.

Mostre mais
Fechar