RECUPERAÇÃO DO TURISMO: UFPB elabora e-book com orientações para reabertura de atividades turísticas em João Pessoa

Um caderno com orientações preventivas para a retomada das atividades turísticas na Grande João Pessoa foi lançado pelos professores Denise Gadelha, Fabiane Nagabe, Lyvia Barros e Thyago Velozo, do Departamento de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O e-book está disponível para download gratuito.

Com o objetivo de recuperar um dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo, o livro digital contém instruções para procedimentos de limpeza, manutenção, conduta e comunicação, com o intuito de garantir biossegurança aos profissionais do setor e aos turistas.

Com base nas diretrizes de diferentes entidades nacionais e internacionais, o livro digital habilita toda cadeia produtiva, desde o setor de eventos ao de receptivo e transporte de passageiros, meios de hospedagens, estabelecimentos de serviços de alimentação e transporte marítimo e fluvial.

“Nosso trabalho está de acordo com as avaliações e liberações do governo do estado, que instituiu protocolos para algumas áreas, porém não abarcou dimensões como os receptivos e os passeios de barco. Desse modo, nossa proposta vem para melhorar os protocolos já existentes. Inclusive, nosso caderno passou pela avaliação do Comitê do Novo Normal da Paraíba”, explica o professor Thyago Velozo.

A elaboração do caderno é uma das ações do projeto de extensão “Turismo + Seguro na Paraíba”, que tem a finalidade de cooperar para o combate à Covid-19 no estado. A iniciativa tem acompanhado a adesão dos meios de hospedagens ao selo “Turismo Responsável”, do Ministério do Turismo.

“O projeto parte das orientações preventivas, perpassa pela aceitação e pactuação com entidades e empresas, para adoção das orientações. Prevemos uma etapa de capacitação e qualificação de estudantes e empresas”, conta Thyago Velozo.

O próximo passo do projeto da UFPB é mapear as empresas que cumprem as orientações, para compor o “Roteiro Seguro da Paraíba/João Pessoa”.

Thyago Velozo reforça que o caderno é a primeira fase de um projeto maior. “Pretendemos contribuir para o desenvolvimento da atividade turística da Paraíba de forma segura e responsável, com o objetivo de se tornar referência no país”.

Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), a expectativa é a de que o setor vivencie uma queda de 70% neste ano, a maior desde os anos 1950. No Brasil, o turismo perdeu R$ 62 bilhões entre março e maio de 2020, de acordo com os dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Mostre mais
Fechar